4.6.07

Linha do Tâmega

Livração
Livração
Arco de Baúlhe
Arco de Baúlhe
Marco de Canavezes
Marco de Canavezes

A Linha do Tâmega tem início na Estação de Livração, na Linha do Douro, na proximidade de Marco de Canavezes e ia até Arco de Baúlhe, numa extensão total de 52 Kms. A construção foi inicialmente encargo dos Caminhos de Ferro do Estado (Minho e Douro) e posteriormente da Companhia Nacional dos Caminhos de Ferro. A entrada ao serviço ocorreu ao longo dos anos de 1909 a 1949 quando atinge Arco de Baúlhe, tendo sofrido os efeitos das duas grandes guerras. Nesta última estação existe actualmente uma Secção Museológica. O troço Amarante-Arco de Baúlhe foi encerrado ao serviço ferroviário em Janeiro de 1990, mantendo-se a funcionar parte de Livração até Amarante.
A linha desenvolve-se sempre na margem direita do Rio Tâmega, que nascendo em Espanha, na Serra de S.Mamede, tem a maior extensão do percurso em território nacional. É este mesmo rio que passa em Chaves, extremo da Linha do Corgo e sede de outra Secção Museológica. É um rio caudaloso, com margens por vezes abruptas, mas em que, na parte final, já na proximidade do Rio Douro, a construção da Barragem do Torrão fez subir o nível das águas, encobrindo a parte profunda e pedregosa, que provavelmente seria semelhante à que ainda se pode ver na parte final do Rio Tua.
O trajecto de Livração a Amarante tem cerca de 13 Kms, com um traçado sinuoso que por vezes, acompanha o rio e, outras, se mete pelo interior, onde a densa arborização torna difícil a vista sobre as margens. A linha, que fica de permeio entre o rio e a estrada que vai até Amarante, só serve pequenos e dispersos povoados. Os locais de paragem do serviço ferroviário a partir da Estação de Livração, são: Santo Isidoro, Valbom, Vila Caiz, Passarinhos e Fregim antes de chegar à Estação de Amarante.

(Texto retirado do Livro "O Caminho de Ferro na Região do Douro e o Turismo" - edição da CP 1999)

11 comentários:

a.leitão disse...

Porque será que o "pessoal" em vez de mandar "bitites" por tudo quanto é sitio a propósito de tudo e de nada não se entretém a mostrar de belo o que temos e que pouca gente conhece?
Adorei estas fotos, muitas das quais poderia ter se na altura em que era um "turista" de trazer por casa tivesse uma Digital. O filme era caro e muitas vezes aproveitava-se pouco.
Para já vais para o Fotos do Tempo e na próxima remodelação zás para o Entre-os-Rios.

a.leitão disse...

O cabeçalho está espectacular

artimanha disse...

Muito obrigada pela referência ao Artimanha no e-mail do Eng. Mariano

Saudações

mcnuno disse...

... belas imagens do vapor e não só ;)

RR

GP disse...

Obrigada pelo comentário que deixaste, a uma fotografia minha, no Portas a Janelas.
Realmente a máquina vem depois mas o depois nunca mais chega...
Vim visitar "a tua casa" e fiquei fascinada. Primeiro porque adoro fotografia e aqui temos do melhor, como seria de esperar... Segundo porque adoro as velhinhas estações da CP. Há anos que sonho ter tempo para ir por esse Portugal tirar fotografias como estas que me estás a proporcionar.
Obrigada por estes momentos lindos
Graça Pimentel

Joshua disse...

It's so nice for me to have found this blog of yours, it's so interesting. I sure hope and wish that you take courage enough to pay me a visit in my PALAVROSSAVRVS REX!, and plus get some surprise. My blog is also so cool!

Feel free off course to comment as you wish and remember: don't take it wrong, don't think that this visitation I make is a matter of more audiences for my own blogg. No. It's a matter of making universal, realy universal, all this question of bloggs, all the essential causes that bring us all together.

I think it's to UNITE MANKIND that we became bloggers! Don't see language as an obstacle but as a challenge and think for a minute if I and the rest of the world are not expecting something like a broad cumplicity. Remenber that pictures talk also. Open your heart and come along!!!!!

Joshua disse...

Obrigado, Jorge, por corresponder ao meu convite. De facto, deixei-lhe uma mensagem em inglês que corresponde ao meu cartão de visita universal que procuro enriquecer e melhorar, pois há quem maldosamente apode esta minha forma de apresentação de spam: foi uma forma também de lhe instilar curiosidade acrescida para o meu espaço.

Um grande abraço

Até breve

Joshua

C.C. disse...

Sente-se uma magoada nostalgia ao contemplar estas maravilhosas fotografias das estações dos caminhos de ferro. A inactivação de muitas, leva-as à degradação e faz pena.É bom haver quem as reanime pelo menos na imagem.
O fundo preto é para realce da fotografia,ou é porque gosta assim?
Parabéns

Jorge Rego disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

preciso de umas fotos da estação de canedo de basto por acaso nao se arranja algo? agradecia imenso

João Silva disse...

A estação de Arco de Baúlhe é bonita e está muito bem tratada .
Não esquecendo o Museu Ferroviário e o Museu da terra com os seus costumes expostos - Cabeceiras de Basto