16.12.06

O Centenário do Caminho de Ferro




O Centenário do Caminho de Ferro há 50 anos

Este ano estamos a comemorar os 150 anos do Caminho de Ferro.
È interessante ler e ver o Livro do Centenário dos Caminhos de Ferro, uma edição da CP de Outubro de 1956. Já lá vai meio século mas esta obra assinada por Adolfo Simões Muller com ilustrações de Fernando Bento não deixa de ser um autentico livro didáctico sem grandes prosas cheias de rebuscados exercícios de escrita mas sim de fácil leitura para todos, a par das referidas ilustrações serem um encanto.
Alguns poemas que intercalam a prosa deste magnífico exemplar:

E o carro ia aos solavancos.

Os passageiros, todos brancos,

Ressonavam nos seus gabões:

E eu ia alerta, olhando a estrada,

Que em certo sítio, na "Trovoada"

Costumavam sair ladrões.

Ladrões! Ó sonho! Ó maravilha!

Fazer parte de uma quadrilha,

Rondar, à Lua, entre pinhais!

Ser capitão! Trazer pistolas!

Mas não roubando, - dando esmolas

dependuradas dos punhais...

António Nobre


Um carro puxado a bois
Plantei de estaca uma vez;
Nasceu-me, pouco depois,
Um comboio português…

Guerra Junqueiro

Sem comentários: