2.9.09

Estação de Barca D'Alva










Hoje não quero dizer mais nada, nem é necesário. As imagens são suficientes e elucidativas. Barca D'Alva não deixa de ser uma terra muito bonita e com esplendidas paisagens, pese o desleixo da sua estação de caminhos de ferro. É um bonito passeio que vale bem a pena desfrutar. Já agora façam a viagem por Escalhão e visitem o seu museu - "Casa da Freguesia de Escalhão".

10 comentários:

joao silva disse...

Segundo consta nas lides governamentais o troço entre Pocinho e Barca D'alva vai reabrir para fins turisticos .Pelo que vejo vão ter muito que arranjar na estação de Barca D'alva.....

JG disse...

Ora aqui está mais um contributo que demonstra o resultado do saque que os políticos do PS/PSD têm vindo a fazer às empresas públicas nacionais a partir de Lisboa.

analima disse...

Por ter passado muitos meses da minha vida, de férias, não muito longe de Barca D'Alva, visitei este lugar, belíssimo, algumas vezes. Tem razão, não é preciso dizer mais nada. Pode ser que com o investimento, com fins turísticos, alguma coisa mude. Não conheço as ideias para o local mas é bom saber que elas existem. Sei que a proposta do Presidente da Câmara, há algum tempo, era transformar o edifício da estação num hotel de charme, caso a reabilitação da linha do Douro, até à localidade, se concretizasse. Claro que este tipo de intervenções coloca-nos sempre a questão de saber se elas beneficiam, ou não, os residentes nestas áreas ou se estão, sobretudo, voltadas para o exterior.
Tenho passado pelo seu blogue algumas vezes pois, também eu, gosto especialmente de comboios (apesar do meu entusiasmo não se comparar ao seu). A propósito, como curiosidade, vi recentemente dois filmes que fazem referência à sua paixão. Em “Nunca é tarde demais para amar” uma das personagens, amante de comboios, quando não os podia ver, gostava de ouvir gravações com o som que estes fazem. Em “As Praias de Agnès”, a realizadora conhece, a dado momento (na Bélgica), um coleccionador que lhe conta que, os amantes dos comboios chamam-se, entre eles, “Ferrovipatas”.

luis disse...

Obrigado por porprocionar a todos nós tantas e tão boas fotografias !!!

saudações ferroviárias !!


saúde !!!


Luis

douro disse...

Dá um dó d'alma...

Anónimo disse...

Dor e vergonha, mais nojo por quem decidiu que as coisas fossem assim.

McBrain disse...

Correndo o risco de ser redundante... que vergonha... eu já lá estive quando era ainda um petiz... e a estação era linda como a região...

Anónimo disse...

É uma pena, vermos património com potencial turistico, a degradar-se, tais como: Linhas do Tua, Tamega e esta de Barca D'Alva.

Castela (Portugal Notáve) disse...

Mas agora surge a esperança, espero que não sejam promessas vãs.
Muito perto recomendo a visita a fabulosa Calçada de Alpajares.

Ana Paula disse...

Eu sou estudante de turismo exactamente porque acho que devemos preservar o que temos de melhor, que é os nossos legados históricos, são a marca que ficou do que vivemos.
Aguardo a reabertura desta estação que me traz boas lembranças de férias passadas em Barca D'Alva.